fbpx

Estudantes brasileiros em universidades dos EUA somam 14 mil

Show all

Evento que conecta estudantes a instituições de ensino estadunidenses acontece de forma online de 4 a 9 de abril; especialista detalha passo a passo a ser seguido por estudantes que buscam universidades dos EUA

Artigo original publicado no portal Terra

De acordo do relatório “Open Doors 2021”, considerado o censo oficial da educação internacional nos Estados Unidos, divulgado recentemente, existem, atualmente, cerca de 14 mil brasileiros estudando em universidades estadunidenses, número que coloca o país em 8º lugar no ranking que contabiliza o número de alunos que vieram de outros países para realizar cursos de graduação no país. 

Tal interesse por parte de estudantes brasileiros em buscar uma formação em nível superior nos EUA também pode ser mensurado com o evento anual promovido pela EducationUSA, rede oficial do Departamento de Estado dos Estados Unidos para a promoção de estudo de alunos estrangeiros no país. Neste ano, o evento Feira Virtual EducationUSA Brasil 2022 foi realizado de forma on-line entre os dias 4 e 9 de abril, buscando conectar estudantes que visam um diploma internacional a instituições estadunidenses – no total, 48 instituições do país da América do Norte participaram do evento.

Para Thiago Reis, diretor-executivo da Centric Learning – que atua no Brasil com o nome de WAY American School e oferece programas de High School 9-12 (do nono ano do Ensino Fundamental ao terceiro ano do Ensino Médio) -, a realização de eventos como este é importante para a promoção do contato de estudantes com destinos de estudo no exterior.

“Todo ano, os rankings das melhores universidades do mundo trazem, nos primeiros lugares, instituições dos Estados Unidos. Muitas vezes, essas universidades parecem inacessíveis, pelo fato de serem muito concorridas, exigirem um alto investimento, pelos processos seletivos, mensalidades caras, ou mesmo por exigir sustento em outro país”, afirma.

Neste sentido, prossegue, eventos como este ajudam os estudantes a entenderem melhor o processo de candidatura para universidades de outros países, conhecer as possibilidades de bolsas de estudo e investigar as diferentes áreas de ensino oferecidas pelas instituições.

Reis destaca que cada universidade norte-americana tem seu próprio processo seletivo e, em geral, as candidaturas podem ser complicadas. Por isso, é importante começar a investigar e a reunir documentos e informações assim que possível. O profissional também destaca que, além de Harvard, Stanford e MIT – consideradas as três melhores instituições do mundo, os EUA têm mais de 5300 universidades e faculdades espalhadas pelos 50 estados. 

Para finalizar, Reis comenta que é importante que os jovens se informem cada vez mais sobre a possibilidade de buscar bolsas de estudos nas universidades americanas. “Eles precisam estar cientes de todas as suas oportunidades e buscar o meio mais viável para realizá-las. Empresas que oferecem abordagens para auxiliar os alunos a obterem diplomas credenciados possuem o objetivo de ajudar o máximo de jovens possíveis, fazendo com que obtenham cada vez mais bolsas nas universidades dos EUA”. 


Saiba mais

Para saber mais como se preparar para as candidaturas de universidades internacionais, leia o texto completo do nosso diretor aqui.